...

Palavras despejadas, as vezes sem o menor nexo aparente, com um sentido um tanto ausente.Um blog de uma pessoa romântica, mas um tanto fria, de uma pessoa sedenta da sua companhia.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Confissões de uma devoradora de ócio, não tão mais ociosa assim


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

E tudo começa com a primeira letra do alfabeto, vamos lá Alpha, eu quero mesmo é gritar, quisá só chorar, mas não Jaci tu não choras, esquecestes? Tu mulher de fibra e forte pessoa que mais dá "bom dia, boa tarde e boa noite " no trabalho, menina super alegre, ah pqp vão todo mundo se foder. Lembra quando me sentia um estepe? pois bem agora é pior, que um misto quente esses sentimentos da gente, lembrei do charles agora .

Ah ela andava, ela, eu, vc , ele , nós , tu, ah tanto faz so sei que andava e tudo que ouvia era apenas o barulho da sua própria clavícula estralado a cada passo, na rua escura, já era para ela está em casa, tinha o que fazer, tinha muito o que fazer, mas aí ela nunca saia do trampo na hora certa e hoje mais que nunca ela queria sair no horario certinho, se não bastasse ... oras bolas que vontade de mandar todo mundo e ir pra porra, chegar em casa ainda ouviria tanto... ah não hoje que estaria a noite só, queria se isolar do mundo, pensou em se isolar com vc, mas parece que vc tbm tem sua vida e esta muito ocupada, não queria fazer deste post uma reclamação mas se encontrava com tanta coisa no coração tantos sentimentos, ninguém pra realmente desabafar, eu sei amigos eu tenho vocês, eu , ela merda tanto faz são tantas Jaci's
Outro sentimento: sensação de espirito preso é um sentimento? Ah eu to chateada, tpm? sei lá hoje tive colica eu to de revolts acordei com uma crise existencial e aquela sensação de que tudo esta caindo e não há chão, só abismo.
Eu nem sei mais por onde isso vai seguindo, eu quero gritar.....

Como Elson diria , estou tomando no cu, mas por incrivel que pareça ainda acredito na lei do retorno devo ter feito muita gente tomar no cu esses dias, e é a vida ne? vc hora manda tomar hora vc toma, vc prova seu veneno, ou talvez... talvez não seja nada disso, só eu fazendo uma tempestade em um copo da agua. Ai eu cheguei cheia de coisas , de estresses, de raiva dentro desse peito, eu podia ter soltado tudo verbalmente, não lembro quando foi que eu comecei a me conter, aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa ai sentir a necessidade de vim escrever, to cheia de tanta coisa e vazia de mais um outro bando.


quero chorar.... Se chorar aliviasse, vou me perder debaixo da agua do chuveiro. :(

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Coisas da vida....



Não tem muita coisa engraçada, mas eu estou sempre a rir.

Pensando, e mais uma vez falando sobre mim, acho que sou uma das pessoas que mais sofre oscilação de humor, nesse mundinho de Deus, mas estive refletindo sobre isso, acho que tanta mudança assim é, apenas a eterna busca do equilíbrio. As vezes parece que encontro ele, acordo me sentindo bem... Outras vezes acordo me sentindo mau, é um misto de coisas pretas e brancas...

Hoje em dia tento me controlar... Conto até dez... outro dia me ensinaram até, a dizer uma cor para cada numero, enquanto tento controlar toda minha fúria. ♥

Parece piada isso de "toda minha fúria"...

Infelizmente sou do tipo que parece ser bem mais feliz quando está triste... Do tipo que, não sabe externar direito toda à fúria quando ela surge, do tipo que algumas vezes parece não está sentindo nada, nem se importando. Suscetível a quase todo tipo de sentimento, do tipo que finge que é forte, mas por dentro .... Hmmm... Nem queiram saber como é, nem eu sei.

Sei lá...

As vezes pode parecer que eu não sinta, mas eu sinto. Não queria ser assim uma fingidora, não é muito consciente isso, não acho isso bom. Já me peguei até sem entender certas euforias de terceiros, as vezes vejo a vida como um grande texto, um texto que se passa em minha cabeça, uma dissertação com um narrador em terceira pessoa, observador, mas nem esse papel se encaixa comigo, as vezes prefiro não narrar.

Enfim nem sei o que estou a escrever aqui.... gosto da vida, até quando estou desgostosa,e não, não estou desgostosa dela. Hm.... È estranho sempre acho que sou mal compreendida.... Deve ser besteira minha.
Eu penso em não pensar e em só sentir, mas só de pensar em não pensar já estou pensando mais do que você possam imaginar, mas pensar não me breca, não me faz parar, eu vivo e cada coisa que acontece comigo, pode até me enfraquecer, mas uma hora há de fortalecer.

Isso de fingir me lembrou o Pessoa, quando diz:
O poeta é um fingidor. Finge tão completamente,que chega a fingir que é dor a dor que deveras sente.