...

Palavras despejadas, as vezes sem o menor nexo aparente, com um sentido um tanto ausente.Um blog de uma pessoa romântica, mas um tanto fria, de uma pessoa sedenta da sua companhia.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

This one's about anyone who does it differently ♫


Que sono é esse meu rei? que é que é isso? Ai hoje eu acordei acordando , daquele jeito, cheia de gás, tem sido assim desde do final de semana, enfim eu estou cheia de planos e projetos, e um gás , um gás, que Jesus cristo! Enfim mas estou com uma cara de sono, que misericórdia ....
E esse calor todo? que que isso pivetões, e esse texto cheio de gírias? kkk bom eu quero recomeçar a organizar minha vida virtual! aaaaaaaaaaaaaa olha só ta passando o rock do bob esponja, "Sou o amendobobo!" kkk Eita bagaceira viu? Eu já tenho 21 anos e possuo uma criança aqui eterna, verdade eu sofro da síndrome de peter pan, me piquei para terra do nunca e só me permito vim para a terra do "talvez" visitar algumas pessoas, não tenho nenhuma Wendy para visitar, o que me faz demorar bastante tempo na terra do nunca. È muito legal, brincar com meus amigos e ainda ter que fugi do capitão gacho! Tipo é muito irado, cês não sabem o quanto. :D
Don't worry about a thing,
'Cause every little thing gonna be all right.
Singin': "Don't worry about a thing,
'Cause every little thing gonna be all right!


segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Loucas palavras


Bom, ontem foi a parada gay aqui da minha cidade e foi muito legal, tirando a certificação que eu tive, de que certas coisas, são somente passageiras mesmo, bebi ontem pacas, andava com essa vontade há muito tempo. Foi tri louco, encontrei vários queridos amigos que não via há um tempo considerável. Fiquei realmente bêbada, mas não o suficiente para não me lembrar do que fiz, sempre lembro, é até divertido, depois viro motivo de piada para mim mesmo.
Meu ego hoje de manhã acordou big, big ego. Ontem foi um dia que eu fui realmente assediada, e assediei também, mesmo porque a vida não para, o tempo não me permite mais ficar por ai chorando e tentando juntar os pedaços do meu coração e certas pessoas não merecem minha atenção. Ahhh eu hoje a tarde estava lendo meu caderno da madrugada, hahaha é super engraçado tem altos contos, cartas de amor que eu nunca entreguei, pow eu li ele hoje para elson, haha ele me incentivou a postar algumas das loucuras aqui, e é isso que PRETENDO fazer nas próximas postagens. Ah eu estou me sentindo como se agora estivesse em uma outra fase da minha vida e vamos que vamos, torcendo para que tudo agora dê certo, porque como eu estava no inicio do ano, estarei agora novamente, pensando positivo sempre, se a vida não acabou não é o fim, não será o fim até que eu perca o sentindo,minha alma se esvair do meu corpo e me colocarem em pó dentro de uma caixa. A vida é agora, hoje. Não tenho tempo a perder chorando por ontem ou temendo o amanhã, vibrations positivas forever.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Desabafo




È coisa minha, coisa que precisa sair de mim! Eu realmente não sou santa, nem cara disso eu tenho, enfim, eu escrevi ali em cima "desabafo", mas não sei se vou consegui desabafar em um blog, mas sei de uma coisa, estou fazendo um up-ground na minha vida, querendo mudar. Fico meio chateada quando faço certas coisas para as pessoas , certos sacrifícios para não machucar ninguém, especialmente um certo alguém, ai vejo que fazem justamente ao contrário, fico fingindo ser apática,não me importar e engolindo sapos. Mas eu cansei pow. Sei lá, cansei de provocações vindo de quem eu nem conheço, veja bem, eu quero encontrar a minha paz, não quero alguém que tire a pouca que eu ainda não encontrei. Na verdade eu não ligaria muito para minha "paz" se tivesse um certo apoio, porém cansei, talvez na sua visão você fez muito por mim também, eu não disse que não houve sofrimento, mas sei lá estou realmente virando a página. Sei que guardo muita coisa dentro de mim, sei que você até sorri quando digo que estou apenas chateada, talvez eu nem tenha motivos para está tão irritada assim, talvez eu não tenha razão nenhuma, nem eu nem você, mas acontece que não mando nas minhas emoções nem sentimentos, não sou radical, mas estou cansada, cansada de viver na sua sombra, a sua espera, cansada de tentar me entender,te entender, entender qualquer pessoa. Cansei da humanidade, mas não posso parar. Cessar dor, cessar fogo. Quero voltar para aquela época em que buscava Paz, amor & empatia!
Carrego comigo já o fardo e a culpa, o pensamento que EU estraguei tudo. Tudo que a gente ralou para deixar intacto. Eu já carrego comigo a agonia de pensar que sempre eu esculhambo tudo. Você nem me pede nada, nem merece esse desabafo talvez, faz tempo, que não temos nada, nada pelo menos que se posso denominar. Porém muita coisa me agonia e eu não consigo controlar, não consigo não sentir, não pensar. Ando perdida, sem noção de muita coisa, me sinto uma estranha em um mundo que não me pertence e nunca me pertenceu. Ando beirando um precipício sem esperar que alguém me salve, mas no fundo alimentando uma pequena esperança de ser salva
.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Paliativo


As melhores coisas nunca estão nos nossos planos, as piores também não. Quando algo bom acontece sem que se espere é simplesmente estasiante, é como se agora o mundo, o nosso mundo particular, fosse invadido por um sol que não nos queima e nem nos deixa no escuro. Aquele sentimento que floresce no peito, sem sequer percebermos, aquela ansiedade infantil que toma conta do nosso ser, seja o que for, ter um motivo para viver é muito bom. Por diversas vezes parece que não há nenhum e que só há tristeza e decepção na vida, por outras vezes caímos e não nos permitimos levantar, fechamos todas as janelas e não vemos que o sol ainda aparece pela fresta, iluminando a nossa escuridão. Parece que o ser humano tem um sistema auto destrutivo, programado a se martirizar a cada insucesso, deixando uma unica decepção ofuscar as inúmeras felicidades já vividas. Memória seletiva para o que não presta. Se conversamos com alguém que está decepcionado da vida, nesse momento ele raramente citará algo que fez ele sentir seu coração acelerar e quase saia pela boca. Pior muitas vezes depositamos a nossa felicidade todinhaaaaa na mão de outra pessoa, não sabemos o quão perigoso é isso, ou até sabemos, mas naquele momento mágico e inesperado que nos encontramos, pensamos que podemos tudo, até abdicar da nossa felicidade largando ela na mão de terceiros. Pense, se amar não é tão difícil assim. Pelo menos não era para ser.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

È isso mesmo?

Hoje mais um dia ocioso onde eu me encontro sem você e ainda assim te querendo, querendo também te superar e querendo parar de pensar em você pelo menos por uma fração de segundo, mas é que depois que te conheci ficar difícil querer outra companhia com a frequência que eu quero a sua. Fico sem paciencia com as demais pessoas. Enfim eu tive o dia todo para escrever aqui e só vim escrever agora quando estou de saída. Foda isso. Enfim... Eu sou uma pessoa que ainda tem sentimentos, sentimentos quais eu não consigo me libertar... Tipo um emaranhado, é isso. Bom tenho que ir aqui agora. BEIJOS ><

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Pairando


Saudade de quando eu postava todo dia aqui. Oh época boa.Nunca houve essa época Carrego comigo a sensação de que estou pairando sobre tudo, cada pessoa é diferente, é unica isso eu já to cansada de saber, mas eu não consigo me encaixar, não consigo simplesmente acho que estou, sou, sei lá, diferente a todas, de mais. Isso é estranho. A onde quer que eu vá eu me sinto estranha, eu entendo as pessoas sem de fato entender. Sei lá. Me acho diferente e ao mesmo tempo igual. Não quero mudar, mas queria me sentir bem como sou. E eu não me sinto nem bem nem mal. Direto uma música de Pitty fica na minha mente agora, do além. "Eu vou pairando leve leve acima da carne e do metal" Não dá para pairar leve leve com 69,6kg Mas eu vou pairando por ai, sem ter um porto inseguro. Andando por aí e sempre voltando por cá. Desejando nunca chegar, sempre partindo, indo e vindo e parada no mesmo lugar.
Estranho como não me sinto fazer parte de nada disso. Nem tenho um muro para ficar em cima. Observo tudo daqui, do meu lugar, lugar esse que não sei qual é. Relacionamentos amorosos? Hummm o que é isso? sempre um vai amar mais que outro ? a parte que ama mais sempre será a minha? não sei... sei lá. "Quem sabe quanto vai durar?" Por enquanto vou tentando ficar bem.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011