...

Palavras despejadas, as vezes sem o menor nexo aparente, com um sentido um tanto ausente.Um blog de uma pessoa romântica, mas um tanto fria, de uma pessoa sedenta da sua companhia.

sábado, 3 de dezembro de 2011

Descolocada


... Vai ver que de tanto fugir se perdeu...

Não adianta reclamar, ela se coloca no lugar de todos e entende como cada um reagiria e mesmo não gostando de certas atitudes, acaba por compreender e poxa que falta faz...Que falta faz ser aquela menininha que acreditava que papai Noel tinha entrando e deixado aqueles pacotes de presentes azuis, em cima da sua cama...

Sabe o sentimento que mais toma conta dela? Pois bem não sei bem descrever, mas é uma coisa como vida perdida sabe? tipo cabô filha, vc teve sua oportunidade e não era um rascunho, era a vida e é para valer, vc já fez tanta coisa, quebrou tantas outras não há conserto.
Então não há denominação, mas por vezes ela pensava que tinha jogado sua vida fora, por outras pensava que a tristeza não demora, enfim ela faz tanta coisa ao mesmo tempo só pra tentar evitar pensar em tantas outras.
Quantas vezes seu sorriso mais bonito não escondeu sua tristeza mais profunda? AHH!

Várias.


Sei lá, base , base Ácali, na verdade soda caustica ... È isso se resumia sua base.
Uma arvore sem raiz, quem quer raiz? sei lá ela queria, mas também queria flutuar por aí, ser leve e desapegada, sem receios nem temores, nem remorsos, nem rancores... Queria tanta coisa, inclusive queria não querer. Queria até fugir...

Ela fugindo sempre e sempre, caindo e levantando fugindo, novamente, inventou mil e uma maneiras para não pensar naquilo que mais a aborrecia, mil e uma maneiras de fazer tudo e fugir, queria dá atenção a todos, esquecia de si. Queria ser lembrada, notada, mas as vezes apenas queria ficar lá intocada.

Quem a entenderia, se nem ela mesmo consegue essa proeza?

Mas assim de repente um dia, um dia de sol quente, ela esbarrou com alguém que trás alegria ao seu coração confuso, complexo e relaxado, coração conturbado e nervoso que fica escondido, quase intocável disfarçado com um sorriso que ela esboça no rosto por vezes, até quando quer chorar.
Por fim ela agora se sente mais forte, mas ainda não destemida, teme as reviravoltas da vida, mas decidiu não se incomodar muito, vive a ansiar por um novo encontro em cada despedida.


Bom, ela realmente queria não se importar, mas se importa, parece que vai se importando sempre, tem vontade de parar, e ninguém realmente a entende. Parece que ela leva o mundo nas costas, mas nao se sabe ao certo quem leva quem, sometime parece que o mundo a leva e só.

Sempre querendo ser diferente, sendo igual... Sem nem mais saber o que está escrever, linha por linha... Pensando que apesar de toda escuridão há uma luz, não tão no final, uma luz que indica o inicio, o inicio que indica você.


"Quem o vê voar não o vê deprimido quando ele está derrotado sob as cobertas, se ele revelar o quanto é sensivel o que é que os outros vão dizer?"

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Confissões de uma devoradora de ócio, não tão mais ociosa assim


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

E tudo começa com a primeira letra do alfabeto, vamos lá Alpha, eu quero mesmo é gritar, quisá só chorar, mas não Jaci tu não choras, esquecestes? Tu mulher de fibra e forte pessoa que mais dá "bom dia, boa tarde e boa noite " no trabalho, menina super alegre, ah pqp vão todo mundo se foder. Lembra quando me sentia um estepe? pois bem agora é pior, que um misto quente esses sentimentos da gente, lembrei do charles agora .

Ah ela andava, ela, eu, vc , ele , nós , tu, ah tanto faz so sei que andava e tudo que ouvia era apenas o barulho da sua própria clavícula estralado a cada passo, na rua escura, já era para ela está em casa, tinha o que fazer, tinha muito o que fazer, mas aí ela nunca saia do trampo na hora certa e hoje mais que nunca ela queria sair no horario certinho, se não bastasse ... oras bolas que vontade de mandar todo mundo e ir pra porra, chegar em casa ainda ouviria tanto... ah não hoje que estaria a noite só, queria se isolar do mundo, pensou em se isolar com vc, mas parece que vc tbm tem sua vida e esta muito ocupada, não queria fazer deste post uma reclamação mas se encontrava com tanta coisa no coração tantos sentimentos, ninguém pra realmente desabafar, eu sei amigos eu tenho vocês, eu , ela merda tanto faz são tantas Jaci's
Outro sentimento: sensação de espirito preso é um sentimento? Ah eu to chateada, tpm? sei lá hoje tive colica eu to de revolts acordei com uma crise existencial e aquela sensação de que tudo esta caindo e não há chão, só abismo.
Eu nem sei mais por onde isso vai seguindo, eu quero gritar.....

Como Elson diria , estou tomando no cu, mas por incrivel que pareça ainda acredito na lei do retorno devo ter feito muita gente tomar no cu esses dias, e é a vida ne? vc hora manda tomar hora vc toma, vc prova seu veneno, ou talvez... talvez não seja nada disso, só eu fazendo uma tempestade em um copo da agua. Ai eu cheguei cheia de coisas , de estresses, de raiva dentro desse peito, eu podia ter soltado tudo verbalmente, não lembro quando foi que eu comecei a me conter, aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa ai sentir a necessidade de vim escrever, to cheia de tanta coisa e vazia de mais um outro bando.


quero chorar.... Se chorar aliviasse, vou me perder debaixo da agua do chuveiro. :(

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Coisas da vida....



Não tem muita coisa engraçada, mas eu estou sempre a rir.

Pensando, e mais uma vez falando sobre mim, acho que sou uma das pessoas que mais sofre oscilação de humor, nesse mundinho de Deus, mas estive refletindo sobre isso, acho que tanta mudança assim é, apenas a eterna busca do equilíbrio. As vezes parece que encontro ele, acordo me sentindo bem... Outras vezes acordo me sentindo mau, é um misto de coisas pretas e brancas...

Hoje em dia tento me controlar... Conto até dez... outro dia me ensinaram até, a dizer uma cor para cada numero, enquanto tento controlar toda minha fúria. ♥

Parece piada isso de "toda minha fúria"...

Infelizmente sou do tipo que parece ser bem mais feliz quando está triste... Do tipo que, não sabe externar direito toda à fúria quando ela surge, do tipo que algumas vezes parece não está sentindo nada, nem se importando. Suscetível a quase todo tipo de sentimento, do tipo que finge que é forte, mas por dentro .... Hmmm... Nem queiram saber como é, nem eu sei.

Sei lá...

As vezes pode parecer que eu não sinta, mas eu sinto. Não queria ser assim uma fingidora, não é muito consciente isso, não acho isso bom. Já me peguei até sem entender certas euforias de terceiros, as vezes vejo a vida como um grande texto, um texto que se passa em minha cabeça, uma dissertação com um narrador em terceira pessoa, observador, mas nem esse papel se encaixa comigo, as vezes prefiro não narrar.

Enfim nem sei o que estou a escrever aqui.... gosto da vida, até quando estou desgostosa,e não, não estou desgostosa dela. Hm.... È estranho sempre acho que sou mal compreendida.... Deve ser besteira minha.
Eu penso em não pensar e em só sentir, mas só de pensar em não pensar já estou pensando mais do que você possam imaginar, mas pensar não me breca, não me faz parar, eu vivo e cada coisa que acontece comigo, pode até me enfraquecer, mas uma hora há de fortalecer.

Isso de fingir me lembrou o Pessoa, quando diz:
O poeta é um fingidor. Finge tão completamente,que chega a fingir que é dor a dor que deveras sente.

sábado, 22 de outubro de 2011

Destino ?


Mas enfim, chovia e fazia sol, o tempo não estava ruim, mas podia estar melhor, pessoas e confusão, mais pessoas e diversão. Enfim, estava exausta de ter passado o dia todo andando para cima e para baixo...

O meu coração já estava desfalcado, ainda anda quebrado, desconfiado.... Não andava atrás de fortes emoções, mas parece aquilo de que quando você não está a procura, é o que você acaba achando de fato. Sabe aquilo de não respeitar placas e sinais? Ignorar certos avisos? Foi fazendo justamente o oposto que cheguei a onde estou hoje: Perdida entre seus laços.

Sim, ela resolveu seguir a risca tudo que estava escrito, e foi de plaquinha em plaquinha que alcancei o seu coração, ou estou alcançando, ou estou cercando, ou estou ....
Ah não sei onde estou dentro de você, mas sei onde quero estar... Enfim quem sabe? Mas algo mudou...
Foi quase uma cena de cinema, ela passou por mim e nem me enxergou , não me ouviu, não me notou. Eu era só eu, ela era a garota, a unica que tinha chamado minha atenção naquele dia, Dentretantosoutrosqueantecederamessetbm.
A que quando passou me fez esquecer das dores desse maldito coração, mas nesse momento eu não sabia, não ainda. E ela apenas passou por mim, feito furacão, ignorando minha presença.
De repente , por culpa dele; O destino, novamente me colocou na frente dessa garota, mas com um diferencial, dessa vez ela me viu, me olhou e ainda falou comigo, claro, culpa das placas, os avisos, os sinais.
Então começou um jogo, de querer sem querer, e foi assim sem perceber que fiz ela também se perder em mim...
Já havia muito tempo que chovia no meu quarto, muito tempo que tudo era bastante banalizado por mim e que eu temia , teimosa que sou , persistia em uma miragem de algo que não funcionou... Decidi me desamarrar das correntes, afinal eu só estava indo pro fundo do mar e o fundo do mar é local de esqueletos náufragos, emergi naquela hora que te vi...
Havia muitos fantasmas na minha mente... O passado ainda era bastante presente.... Tudo aquilo.... Aqueles pedaços meus... Estava realmente com saudade dessa sensação boa, sensação boa e boba que ninguém sabe o quanto vai durar, até quando vai durar e se vai durar.
Decidimos continuar, mas sem se apressar, pois se queremos algo perfeito não vamos fazer mal feito. Já diz o ditado " a pressa é inimiga da perfeição" , e como já diz na música de legião: "nós temos muito tempo, temos todo o tempo do mundo."
E ainda, como, ela me disse.... O céu é o limite para a gente.
As vezes há o medo, um grande medo, mas eu sei de uma coisa, ainda fazendo citações de terceiros: "...Movido apenas por amor vou em frente e é sempre, apenas, por amor que eu reduzo, as vezes certo, as vezes meio confuso, mas sempre forte, sempre, sempre mais quente..."

Um dia alguém muito especial me disse que não deveremos ficar preso ao passado temos que dar chance ao novo, e esse mesmo alguém me disse também que quando tem que ser é forte, é como diria o Naruto, agora esse é o meu jeito de ser.

Sem lenço sem documento, caminhando contra o vento eu vou.... Sempre em frente.

Aguardo que você venha comigo, me dê a mão e ande ao meu lado, nunca atrás nem a frente, sempre comigo ao meu lado.

"Quando o sentimento vem, ninguém fica pensando se deve ou não deve amar. Acontece e pronto." (S. Araújo)

Olá de novo

È andei pensando e pensando em postar aqui, mas sei lá , as vezes fico perdida nas minhas ideias e não consigo colocar-las em ordem... Bom pra começar , agora sim estou me sentindo melhor da garganta.... Hummm eu não sei porque esse layout do meu blog não está me agradando mais, nem faz muito tempo que eu mudei ele, coloquei essa girafa aí há uns diazinhos atrás, mas pqp não gosto mais dela tbm, nhááá´, verdade hoje to chata.



terça-feira, 18 de outubro de 2011

Olá

Oie galera, tudo bem? espero que estejam melhor que eu =/ Desde pequena sou meio tensa com o lance de ficar muito tempo exposta ao sol, não é a pele, não é a cor, já sou preta mesmo! É a garganta, sempre que vou a praia raramente a garganta não doí quando volto pra casa, oks. Não estava na praia, fui ao ANIPOLITAN. Teve sol também né? e eu tomei e agora , hoje estou cá, cheia de dor na garganta, ontem era dor no corpo todo e a garganta só ameaçava doer, hoje tudo doí. Mas enfim valeu apena o anipolitan foi muitooo divertido, lol é diferente você ir para um evento sem responsabilidade, é bom você ir só pra curti.... Gente adorei o Anihime, mas como eu tava na organização perdi muita coisa boa, claro que eu pela primeira vez no dia 18 de setembro tive uma outra visão de fato sobre o evento, tive a visão de por trás de tudo que fez a galera se diverti é onda doida, rola muitaaa ralação, mas ai chegou o anipolitan e foi tudo diferente, fui lá me divertir a lot, conheci pessoas legais, bobas, lol quero bis... Lol outro astral e tudo estaria MELHOR se eu não tivesse com essa bendita dor na garganta. =/ postagem fail tbm.... argh

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

E de novo...




Ainda no embalo dos meus rápidos pensamentos do dia, sair do trabalho vim em casa almocei, vi Elson, voltei ao trabalho sair de novo a noite, não queria vim pra casa, estava a pensar, a pensar muito sobre tudo que tem me acontecido e sei lá queria sair de casa andar por ai,só mesmo, não pensei em ligar pra ninguém, fui atrás do meu rotineiro cachorro quente e não achei , fui em outra lanchonete e pronto, achei um cachorro quente ruim que me alimentou, pedi uma coxinha e tava horrível pensei: " Não vou comer isso" - E não comi, na hora que pedi a conta o garçom veio me perguntar se eu estava cheia por isso tinha deixado a coxinha lá, ai eu disse "Não, só não gostei" ai ele meio que se doeu um pouco, pow! eu não reclamei só dei minha sincera resposta para a sua pergunta, se ele não perguntasse teria pago e saído calada, mas eu sou fã de coxinha e até a que eu comi em Recife com Alini , a salgada horrível, era mais gostosa que essa de hoje, mas deixando a coxinha de lado, sair sem direção andei por ai, andei até a velha vendinha onde comprava sempre cigarros, comprei, voltei fumando, olhando e sendo olhada, fiz o caminho mas logo pra voltar para casa, vi que quando cheguei na vendinha a mulher notou minha falta de frequência conversamos um pouco,perguntou porque eu tinha sumido e mimimi, enfim eu fiquei andando uns trinta minutos só para tentar entender o que é que eu tava fazendo, por que eu ainda estou aqui? Eu gostaria mesmo de me entender. Mas enfim devo está de TPM. Ou minha TPM tem 4 digitos: VOCÊ, ao mesmo tempo que me deixa super feliz fico hiper triste. Enfim mas isso é problema meu, porque eu mesma que embolo tudo. Mas enfim tava com saudade de escrever aqui, vi lembrando de um dialogo com dois amigos outro dia. A guria me disse que sempre fazia dialogos na sua mente com pessoas que ela conhece ou com amigos imaginarios e tal, ai perguntei ao outro amigo que estava perto ele disse que isso ser super normal que ele tbm faz isso, ai eu pensei "bando de loucos, eu não crio diálogos ficticios eu vou la e converso" Mas hoje descobri sou pior que os dois juntos eu converso comigo mesmo, fico narrando minha vida, como se fosse um filme, sabe aquele filme "mais estranho que a ficção" ??? vivo assim, ouvindo a voz de um narrador da minha historia , narradora, eu mesma, e eu mesma converso comigo, isso mentalmente, mas é isso é super normal cada um com sua mania, e eu tenho varias manias. Outra coisa que me intrigou hoje é que um bando de gente me encara como se eu fosse a coisa mais estranha do mundo, enfim, como já dizia Bob Marley essas pessoas esquecem que são todas iguais e não aguenta vê alguém de personalidade própria aparecer. Pior eu já tenho 21 anos e sempre convivi com esses olhares, mas eu não sou de me incomodar muito com essas coisas, sei lá, eu não entendo de fato o ser humano então certas perguntas que me fazem ou certos olhares não me afetam de nenhum jeito direto, mas indiretamente fico pensando se a vida deles são tão monótonas a ponto de terem curiosidade sobre a minha ou me fazerem de assunto principal. Bom comentei sobre isso agora por conta de umas perguntas idiotas que me fizeram hoje e por outro lances que as vezes acontecem comigo. As vezes vejo as pessoas timidas por me fazerem perguntas tão banais, sei lá. Enfim eu ainda quero um manual de instrução para entender esses humanos, isso inclui me entender tbm.

Mais uma vez..

Queria me compreender , mas simplesmente...
Acabei de sair de um dia cansativo e exausto de trabalho, não queria vim para casa, queria andar e ficar pensando nas coisas da vida, coisas que as vezes finjo não me importar, mas como qualquer ser humano...

Pensamentos atropelados, pensamentos rápidos, para começar eu sou caixa de um supermercado aqui próximo a minha residencia, e já notei uma coisa, todos casais novos vão lá fazer compras, felizes e saltitantes, alguns com suas crias ainda pequenas, outros sós, apenas eles, o casal. O que me tem intrigado bastante esses dias e que até tem me feito ficar pensando é o seguinte: Por que as pessoas casam? para depois de certo tempo não aguentar a pessoa com quem escolheu dividir um teto e um corpo e em vez de desatar o nó que se prendeu, arrocha mais e sempre que aperta se machuca e machucar o próximo? È simplesmente louco isso.
Venho notado com frequencia que todos "semi-casais" os "semi-novos" aparentam
uma certa felicidade, quando a maioria dos casais de "anciões" transmitem um certo cansaço e parece não mais está curtindo aquele lance e sim suportando, parece que quando envolve dinheiro... Sei lá... nas compras parecem mais chateados entre si, e reclamam dos gostos um dos outros: "- Por que você vai levar isso?"- dentre outras contestações.
Parece que, o que antes atraia virou motivo para se odiar, enfim quem entende? Não sei quem entende eu não entendo isso. Não tenho nada contra a romances sou uma pessoas romântica por natureza, mas nunca me visualizei presa assim, tipo sufocada, por algum motivo que não fosse amor, parece que é o que menos hánesses casais observados por mim é isso, parece que alguns tentaram achar a liberdade se prendendo um no outro, outros se mantem presos por causa de filho ou porque simplesmente desaprendeu a ser livre, não sei mesmo. Não sei também se quero entender, é só uma observação.

Logo eu que sempre andei tão errada, fazendo essas observações alheias e nulas, sem nexo. Mas enfim... Talvez hoje em dia seja meio amarga, cheia de ressentimento e magoa, não de ninguém, mas magoa de mim mesma, raiva de mim mesma, por certas atitudes idiotas que já tive, mas odeio essa sensação de que sempre estou a me lamentar, o lance é eu não tenho nada contra a casamentos, mas pelo amor de Deus, se um dia vocês que são casados deixar de querer isso para vocês, parar de gostar , não querer mais ser casado, descasem fih, porque é melhor do que viver aturando. Medos e gratidões nunca serão motivos para mim prender a ninguém, já ando muito presa em mim mesma, presa com meus sentimentos. Claro que eu amo, sim sim estou amando, é fácil amar, difícil mesmo é parar de amar, o lance deu não está sendo correspondida não me faz desacreditar no amor. Ele existe e ta ai. Enfim, já fui muito interrompida enquanto postava aqui não sei mais o que tô escrevendo se tem nexo ou não.

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

"Sometimes I feel like I am failing and I am flailing to hold onto anything I can grasp. "


Tanta coisa na minha vida, tantas pessoas! Paradasnaesquina Como diz na música encontros e despedidas, tem gente que chega para ficar e tem gente que vai para nunca mais...

Enfim,vou tentar explicar aqui como estou me sentindo esses dias. Aposto que já assistiram efeito borboleta e notaram a metáfora do filme, como um simples ato pode modificar todo o roteiro de uma vida, eu sou basicamente assim, não sei se é por ser geminiana, ou o que...
A borboleta é até um dos "representantes" de tal signo, mas o caso é; certas coisas mechem comigo, e mudam meu humor de uma forma anormal, não adianta fingir ou disfarçar acabo ficando pensativa. As vezes uma unica frase muda meu dia, tanto pro lado negativo quanto pro positivo. Uma unica frase, que tenha saído da minha boca ou que tenha entrado em meus ouvidos. Algum gesto essas coisas...

Eu mais cedo estava lembrando de alguns amigos, amigos esses que outrora diziam não viver sem mim, amigos que estavam ali sempre comigo e eu com eles. Hoje em dia somos quase estranhos, e isso é esquisito se eu vê eles hoje na rua é bem capaz de senti aquela vergonha normal que se sente em puxar assunto com um estranho, pior a vergonha bem pior, porque não era estranho e se tornou. È a vida desse meu lugar....

Já tem aqueles que não importam as circunstancias e a distancia a frequência o compromisso, nada importa quando te vê parece que te viu ontem, por mais que já tenha passado anos, e é aquele mesmo sentimento bom...

Eu nunca entendi direito porque sempre a vida teve que me afastar das pessoas próximas de mim, nunca assimilei porque desde pequena meus grandes amigos se mudavam, trágico e triste para uma menina da 2ª série, mas nada que matasse ela.nocasoeu

Mas é estranho, eu fui criada ouvindo minha mãe lê contos pra mim, eu li muitos contos dos irmãos grimm quando mais nova e sempre ouvia dizer em coisas eternas, e de repente eu tive que aprender da maneira mais drástica possível, que a eternidade é limitada e tem fim. Aprendi a desacreditar nas coisas sutis e bobas que dão graça a vida, aprendi que não se pode se entregar ao outro de corpo e alma, nem JAMAIS entregar seu coração na mão de outra pessoa. essaparteeujaateescreviaquimascometiesseerropormaisdeumavez porque elas apertam e esmagam, mas eu aprendi sendo apertada e sentindo fortes dores. O pra sempre é só até quando os dois quiserem, se um ainda persisti o romance vira terror. Um jogo de horrores.

Talvez por isso eu não acredito em 1/3 dos "eu te amo" que escuto. Aprendi que quando você expõe seus sentimentos as pessoas fazem o que quer com eles. Inclusive brincam de gato e rato com você.

Outra coisa, outra parte diz e grita dentro de mim, para eu nunca generalizar que um dia eu vou acertar, porque só se pode achar o caminho certo depois que já errou, ou por muita sorte você vira e dá de cara com a estrada certa,mas isso é caso aparte, o lance é não desistir porque você querendo ou não uma hora a vida vai te brecar.


~E essa outra parte me faz desaprender tudo que aprendi.



quinta-feira, 8 de setembro de 2011

"I don't mind spending everyday out on your corner in the pouring rain "


25 minutos, ainda havia tempo, então pensou em aproveitar essa deixa e correr os dedos sobre o teclado e tentar apenas não tentar nada, apenas parar de pensar nas coisas ruins que aconteceram. O sorriso de outrora já sumiu, a vontade de viver até parece que nunca existiu e o mundo ficou pequeno para seus singelos 1,82cm. Mas ela ainda insisti em ser massa e ocupar algum lugar no espaço, por mais que não seja um lugar ao sul nem ao sol, nem tenha nenhum céu azul. Ela estava lá parada, deitada inerte pensando, pensando e pensando e algumas vezes cochilando, em sua mente a imagem de um carro com pneu furado ali sempre presente e ela se visualizando como o estepe desse carro, o quebra galho, aquela pessoa que não faz diferença e só sentem falta se outro alguém não marca presença. Essa era ela indo pelo caminho mais fácil o caminho dos covardes, fugindo sem direção sem saber porque, mas correndo, correndo mesmo inerte parada de olhos fechados e algumas vezes chegando perto do R.E.M, seus pensamentos não paravam 15 minutos ainda , e seus dedos acelerados, coisas talvez sem sentidos, mas necessário, necessidade de bota tudo para fora e tentar não correr mais, tanta coisa já a magoou e ela sempre se calou, agora mais que nunca parecia está perdida termina o texto se visualizando em uma selva onde tudo é preto e branco e só há cor nela, mas ela anda correndo e não tem nada atrás dela, ao mesmo tempo está vindo um furacão e ela tenta se proteger. ..
Uma vontade de fechar os olhos e nunca mais despertar a possui.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

This one's about anyone who does it differently ♫


Que sono é esse meu rei? que é que é isso? Ai hoje eu acordei acordando , daquele jeito, cheia de gás, tem sido assim desde do final de semana, enfim eu estou cheia de planos e projetos, e um gás , um gás, que Jesus cristo! Enfim mas estou com uma cara de sono, que misericórdia ....
E esse calor todo? que que isso pivetões, e esse texto cheio de gírias? kkk bom eu quero recomeçar a organizar minha vida virtual! aaaaaaaaaaaaaa olha só ta passando o rock do bob esponja, "Sou o amendobobo!" kkk Eita bagaceira viu? Eu já tenho 21 anos e possuo uma criança aqui eterna, verdade eu sofro da síndrome de peter pan, me piquei para terra do nunca e só me permito vim para a terra do "talvez" visitar algumas pessoas, não tenho nenhuma Wendy para visitar, o que me faz demorar bastante tempo na terra do nunca. È muito legal, brincar com meus amigos e ainda ter que fugi do capitão gacho! Tipo é muito irado, cês não sabem o quanto. :D
Don't worry about a thing,
'Cause every little thing gonna be all right.
Singin': "Don't worry about a thing,
'Cause every little thing gonna be all right!


segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Loucas palavras


Bom, ontem foi a parada gay aqui da minha cidade e foi muito legal, tirando a certificação que eu tive, de que certas coisas, são somente passageiras mesmo, bebi ontem pacas, andava com essa vontade há muito tempo. Foi tri louco, encontrei vários queridos amigos que não via há um tempo considerável. Fiquei realmente bêbada, mas não o suficiente para não me lembrar do que fiz, sempre lembro, é até divertido, depois viro motivo de piada para mim mesmo.
Meu ego hoje de manhã acordou big, big ego. Ontem foi um dia que eu fui realmente assediada, e assediei também, mesmo porque a vida não para, o tempo não me permite mais ficar por ai chorando e tentando juntar os pedaços do meu coração e certas pessoas não merecem minha atenção. Ahhh eu hoje a tarde estava lendo meu caderno da madrugada, hahaha é super engraçado tem altos contos, cartas de amor que eu nunca entreguei, pow eu li ele hoje para elson, haha ele me incentivou a postar algumas das loucuras aqui, e é isso que PRETENDO fazer nas próximas postagens. Ah eu estou me sentindo como se agora estivesse em uma outra fase da minha vida e vamos que vamos, torcendo para que tudo agora dê certo, porque como eu estava no inicio do ano, estarei agora novamente, pensando positivo sempre, se a vida não acabou não é o fim, não será o fim até que eu perca o sentindo,minha alma se esvair do meu corpo e me colocarem em pó dentro de uma caixa. A vida é agora, hoje. Não tenho tempo a perder chorando por ontem ou temendo o amanhã, vibrations positivas forever.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Desabafo




È coisa minha, coisa que precisa sair de mim! Eu realmente não sou santa, nem cara disso eu tenho, enfim, eu escrevi ali em cima "desabafo", mas não sei se vou consegui desabafar em um blog, mas sei de uma coisa, estou fazendo um up-ground na minha vida, querendo mudar. Fico meio chateada quando faço certas coisas para as pessoas , certos sacrifícios para não machucar ninguém, especialmente um certo alguém, ai vejo que fazem justamente ao contrário, fico fingindo ser apática,não me importar e engolindo sapos. Mas eu cansei pow. Sei lá, cansei de provocações vindo de quem eu nem conheço, veja bem, eu quero encontrar a minha paz, não quero alguém que tire a pouca que eu ainda não encontrei. Na verdade eu não ligaria muito para minha "paz" se tivesse um certo apoio, porém cansei, talvez na sua visão você fez muito por mim também, eu não disse que não houve sofrimento, mas sei lá estou realmente virando a página. Sei que guardo muita coisa dentro de mim, sei que você até sorri quando digo que estou apenas chateada, talvez eu nem tenha motivos para está tão irritada assim, talvez eu não tenha razão nenhuma, nem eu nem você, mas acontece que não mando nas minhas emoções nem sentimentos, não sou radical, mas estou cansada, cansada de viver na sua sombra, a sua espera, cansada de tentar me entender,te entender, entender qualquer pessoa. Cansei da humanidade, mas não posso parar. Cessar dor, cessar fogo. Quero voltar para aquela época em que buscava Paz, amor & empatia!
Carrego comigo já o fardo e a culpa, o pensamento que EU estraguei tudo. Tudo que a gente ralou para deixar intacto. Eu já carrego comigo a agonia de pensar que sempre eu esculhambo tudo. Você nem me pede nada, nem merece esse desabafo talvez, faz tempo, que não temos nada, nada pelo menos que se posso denominar. Porém muita coisa me agonia e eu não consigo controlar, não consigo não sentir, não pensar. Ando perdida, sem noção de muita coisa, me sinto uma estranha em um mundo que não me pertence e nunca me pertenceu. Ando beirando um precipício sem esperar que alguém me salve, mas no fundo alimentando uma pequena esperança de ser salva
.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Paliativo


As melhores coisas nunca estão nos nossos planos, as piores também não. Quando algo bom acontece sem que se espere é simplesmente estasiante, é como se agora o mundo, o nosso mundo particular, fosse invadido por um sol que não nos queima e nem nos deixa no escuro. Aquele sentimento que floresce no peito, sem sequer percebermos, aquela ansiedade infantil que toma conta do nosso ser, seja o que for, ter um motivo para viver é muito bom. Por diversas vezes parece que não há nenhum e que só há tristeza e decepção na vida, por outras vezes caímos e não nos permitimos levantar, fechamos todas as janelas e não vemos que o sol ainda aparece pela fresta, iluminando a nossa escuridão. Parece que o ser humano tem um sistema auto destrutivo, programado a se martirizar a cada insucesso, deixando uma unica decepção ofuscar as inúmeras felicidades já vividas. Memória seletiva para o que não presta. Se conversamos com alguém que está decepcionado da vida, nesse momento ele raramente citará algo que fez ele sentir seu coração acelerar e quase saia pela boca. Pior muitas vezes depositamos a nossa felicidade todinhaaaaa na mão de outra pessoa, não sabemos o quão perigoso é isso, ou até sabemos, mas naquele momento mágico e inesperado que nos encontramos, pensamos que podemos tudo, até abdicar da nossa felicidade largando ela na mão de terceiros. Pense, se amar não é tão difícil assim. Pelo menos não era para ser.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

È isso mesmo?

Hoje mais um dia ocioso onde eu me encontro sem você e ainda assim te querendo, querendo também te superar e querendo parar de pensar em você pelo menos por uma fração de segundo, mas é que depois que te conheci ficar difícil querer outra companhia com a frequência que eu quero a sua. Fico sem paciencia com as demais pessoas. Enfim eu tive o dia todo para escrever aqui e só vim escrever agora quando estou de saída. Foda isso. Enfim... Eu sou uma pessoa que ainda tem sentimentos, sentimentos quais eu não consigo me libertar... Tipo um emaranhado, é isso. Bom tenho que ir aqui agora. BEIJOS ><

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Pairando


Saudade de quando eu postava todo dia aqui. Oh época boa.Nunca houve essa época Carrego comigo a sensação de que estou pairando sobre tudo, cada pessoa é diferente, é unica isso eu já to cansada de saber, mas eu não consigo me encaixar, não consigo simplesmente acho que estou, sou, sei lá, diferente a todas, de mais. Isso é estranho. A onde quer que eu vá eu me sinto estranha, eu entendo as pessoas sem de fato entender. Sei lá. Me acho diferente e ao mesmo tempo igual. Não quero mudar, mas queria me sentir bem como sou. E eu não me sinto nem bem nem mal. Direto uma música de Pitty fica na minha mente agora, do além. "Eu vou pairando leve leve acima da carne e do metal" Não dá para pairar leve leve com 69,6kg Mas eu vou pairando por ai, sem ter um porto inseguro. Andando por aí e sempre voltando por cá. Desejando nunca chegar, sempre partindo, indo e vindo e parada no mesmo lugar.
Estranho como não me sinto fazer parte de nada disso. Nem tenho um muro para ficar em cima. Observo tudo daqui, do meu lugar, lugar esse que não sei qual é. Relacionamentos amorosos? Hummm o que é isso? sempre um vai amar mais que outro ? a parte que ama mais sempre será a minha? não sei... sei lá. "Quem sabe quanto vai durar?" Por enquanto vou tentando ficar bem.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Um achado perdido aí

Como sempre depois de tanto tempo olha eu aqui...

Encontrei um texto antigo aqui, remexendo o passado escrito e resolvi postar. Não tinha titulo estou pensando nisso aqui agora.

Incompreensível

Demasiadamente bizarro, é estranho eu ainda gostar de você,
E eu não consigo entender porque não consigo te esquecer.
Eu até já parei de tentar, só para não enlouquecer,
Mas quando deito minha cabeça no travesseiro
A primeira imagem que me vem
È aquela que eu não quero mais ver.
Eu fico me corroendo por dentro com raiva de mim
Por não ter te dito o tanto que eu te amo, sempre amei.
Agora depois de ter me despertado do sonho que era
Sempre está contigo, meu coração sofre aflito.
Anseio tanto parar de pensar no que não fiz.
Porém quando tento recomeçar a viver
Esse amor ressurgi mais forte.
Por mais que eu tente arranca-lo
Ele não quer desaparecer .
Cheguei a conclusão do que já sabia,
Agora está mais do que confirmado:
Morro um pouco a cada dia sem você.

sábado, 7 de maio de 2011

Canção de chuva


E um dia, a chuva caia e me trazia a alegria, de sentir a suas gotas me abraçarem, eu levitava sentia vontade de correr e não sair, até anoitecer, fiquei ali parada, tentando entender: A onde esta você? Meu coração, teimoso desobedece ao meu cérebro, meu coração teimoso desobedece meu cérebro... E eu fico aqui sentada na calçada, esperando qualquer cilada. A noite é longa e eu não sei o que fazer, desde que você foi, tudo parece logo escurecer sem demora... até a chuva foi embora, e eu fico aqui a imaginar porque não foi... o que que eu fiz ou não fiz .... deixei vc ir....

Ah eu fiz uma canção de chuva pro tempo que não tem sol , fiz essa canção de chuva pro tempo que me senti tão so, Ah eu fiz uma canção de chuva pro tempo me fazer melhor.. ah eu fiz uma canção de chuva porque não quero te deixar tão só

As lagrimas que eu escondi quando a chuva caia deixaram ir a alegria.... e o sol tocando na minha pele arde.... me incomodando me lembrando que estou tão só

Por isso fiz uma canção de chuva, para me lembrar de não esquecer. Por isso fiz uma canção de chuva para te eternizar, eu em vc por isso fiz uma canção de chuva, para nunca mais deixar vc por isso fiz uma cannnnçãoo de chuvaaa para ouvi você.... teus passos tão indo tão distantes em outra direção e agora eu acho não tem mais jeito não tem com o despistar qualquer embaraço e não queria que isso aqui acabasse mas parece que de qualquer outro jeito é a dor no peito que me faz cantar e espantar a tristeza do meu olhar....


È eu tava inspirada hoje... ou não.

Im back

È eu nao tenho a menor vocação com diarios, voltei aos braços do meu menino lindo. Etablogmaravilhoso cof cof

domingo, 24 de abril de 2011

Adeus... Até logo, tanto faz..

È assim esse blog já tem uns dois anos eu acho, e tipo pow BLOG parabéns você foi o que mais durou, que nao foi deletado por mim, que eu contei varios casos e acasos aqui, mas sei lá hoje em dia vc me parece tão velho, eu fiz outro. E to realmente curtindo o outro, ksaoksaosa é porque ele é novinho e bonitinho. nao sei se volto a postar aqui, nao sei ... mas é isso. O outro ta me chamando muita a atenção. kasoksaos thauzinho. Até alguns minutos ou algumas horas.

Sentimentalidades

Ès que agora estou deixando elas de lado...

sábado, 23 de abril de 2011

Eu nunca tomo jeito com esse blog, não é que eu pare de escrever é que ando pegando atalhos.
caralho porque to com tanto frio? to tremendo a lot. Nunca tinha rolado isso. Enfim um dia eu volto posta algo aqui

Desejos

Eu tenhooo tantos , tantos, mas o que mais ocupa minha mente de uns dias para cá é o de morrer. Por isso não morro. Isso é chato pacas, tanta gente querendo viver e do nada vai lá e morre. ...

quarta-feira, 16 de março de 2011

Queria um manual


Olha bem, eu estou aqui meio entediada e chateada comigo mesmo, por não saber como agir em diversas ocasiões diferentes. E veja também até outro dia eu estava imensa na mais profunda escuridão, triste escravizada e pré destinada a solidão.
Alguns amigos por perto alguns sorrisos arrancados e depois? Depois eu continuei chateada, mas nao tinha como negar que uma paixão estava surgindo - e eu tenho medo desses sentimentos que surgem assim avassaladores, porque podem ir do jeito que veio - but eu era tão apatica a sua presença que jamais imaginei ou cogitei algum tipo de sentimento a sua pessoa, você pra mim era apenas mais um numero no IBGE, mas agora você inventa de invadir meus pensamentos toda hora, eu sei bem que sou complicada, chata e tudo mais que se pode ter de defeito. È estranho e eu ficaria mais louca se fosse querer entender, mas é que de um numero você passou a ser a dona de meus pensamentos é assustador como eu penso em vc, é assustador tbm como eu perto de você fico sem jeito, as vezes tento negar a mim tudo que ta acontecendo, mas é impossivel. Enfim welcome my life minha Beh. ♥

A parte que eu queria um manual é porque é simplesmente tenso, as vezes algumas pessoas agem com vc de uma maneira inesperada e você acaba se machucando, se decepcionando, uma vez me disseram que a gente so se decepciona porque nos permitimos a isso. E é isso, minha apatia começa a prevalecer quando eu nao me deixo mais ficar supresa com certos tipos de atitudes.

segunda-feira, 14 de março de 2011

Eu to mudando? Eu to desnortiada de novo me vendo se eira nem beira, queria mesmo era ser apatica a tudo, mas apesar de muitas vezes ter reações incomum sou bem comum e igual a todos. But criei altos muros aqui para me auto proteger e tá foda consegui derrubar-los, no fundo nem sei se vale apena desmanchar-los me dariam trabalho para tentar construir again.

Olá amiguinhos


Então hoje é dia 14 dia da poesia, mas eu passei minha vida toda achando que hoje era apenas dia da minha irmanzinha então hoje é apenas o dia da minha irmã. Minha mãe a fez , nasceu a poesia de minha mãe. lol... Eu a amo muito, apesar dela não merecer meu amor... enfim... È isso hoje ela ja ta fazendo 24 anos isso me lembra o quanto eu tbm estou envelhecendo.. lol
Então minha irmazinha é mais velha que eu, é bem chata, porém bem sentimental. Ela é fofa e as vezes crespa. hehe Enfim Parabéns Jamile sua chata, eu te amo minha ronck , ronck.
Sou obrigada a carregar la, forever. Meu carma. ♥

quarta-feira, 9 de março de 2011

Depois de tanto tempo

Aqui estou eu de novo... Mano como posso ser tão emo? passei por dias e dias em auto observação. Estava querendo entender até onde a minha carencia e a falta que eu sentia de vc poderia me levar e finalmente eu me encontrei... Fiquei em um estado assim meio de inercia ja que a sua presença estava ausente e vc na ausencia estava presente... But tantas coisas se passaram por minha cabeça, e no meio de tanta confusão eu quase fiquei louca, me sentindo tonta e sempre caindo... Acordei e to me levantando... Sorry eu realmente queria um manual de instruções para poder viver direitinho enquanto isso vou errando e aprendendo

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Nem há mais palavras para me expressar.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Sufoco


Querem me matar, e eu odeio isso, odeio isso tudo que esta acontecendo. Agora estou sendo obrigada a lutar, minha cabeça esta explodindo e eu não posso ficar simplesmente te esperando, mas também não posso não esperar.
Querem me matar e eu odeio isso, mas nem estou afim de respirar. Há um turbilhão de acontecimentos fazendo tudo desandar. Quero dispersar, parar de pensar. Hoje eu vou morrer só um pouquinho. Espero você chegar.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Pessimismo mora aqui.

Eu tento ser otimista, mas sinto medo... faço dramas corro, fujo. E é isso. Solidão é a minha melhor companheira, não me abandona nunca.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

A rua.


O vira-lata balançava o seu rabo, contente ao ver-la chegar. Não era sua dona, mas ele dono da rua adotou todas as pessoas que moravam lá.
E essa recepção calorosa do cão da rua, foi o suficiente para ela sair do transe e perceber como a vida tem suas peculiaridades.
A manhã estava cinza, na verdade já tinha um tempo que todas as manhãs da sua vida eram cinzas, migrando para o "preto-escuro". Ela tentava se permiti, tentava seguir em frente, mas sempre havia uma pedra no meio do caminho, onde ela tropeçava e caia, as vezes demorava de mais para se levantar. Não percebia no momento, o tanto de tempo que desperdiçava. Chorava suas mágoas com uma caneta na mão, um cigarro na boca e uma singela depressão batendo na sua porta. Sem credibilidade de ninguém, tentava mudar internamente, sem fazer alarmes, anos a fio se passavam e ela não traçava metas nem fazia promessas. Estava lá apenas vivendo. Errou muito ao decorrer da sua vida, mas ainda restava um tênue fio de esperança, no fundo do seu ser.
Amou de mais pessoas erradas e desdenhou de mais as pessoas certas. Por fim amou a pessoa que também a amou do mesmo jeito, talvez até mais do que ela merecia, dai ela desistiu. Desistiu porque se entregou na metade da batalha, porque pensou que o tempo não para e não era justo tudo que estava acontecendo, tanta distancia assim seria impossível atravessar-la.
Jogou a toalha e saio correndo, fugindo, como sempre fez quando se deparava com uma dificuldade e depois, chorando como um bebê, dessa vez ela sentiu realmente a ponta da faca entrar no seu peito. Como sempre fugindo e re-fugindo, criou escapes e distrações, fugiu até de si mesma e entrou em outras complicações. Outras paixões. Enquanto pensava tudo isso, passava pela rua, a rua que lhe acolheu varias vezes quando pequena, a rua que derrubou tantas outras sua bicicleta. A rua que era o símbolo de sua liberdade quando mais nova, agora era assustadora, agora ela andava pela rua desejando mais que nunca entrar no portão de sua casa e esquecer tudo de ruim que já tinha passado do portão a fora. Antes ela queria alguém para desbravar rua a fora com ela, hoje em dia ela quer um refugio e prefere desbravar sozinha, mata seu própio dragão dia pós dia.

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Primeira postagem do ano

Bom eu fiz mil e uma coisas por esse tempo que andei sumida daqui, inclusive entrei aqui quase todos os dias e pensei em postar algo, mas nao postei. Virei o ano na praia de madre de Deus com Laai Oliver, Rafa cortez, Romeu e PA. Foi MUITO legal. altos micos. altas coisas tensas e muitas risadas, voltamos de guincho hehe Foi tudo lindo.
Bom tinha tempo que eu não fumava acabei voltando. a tristeza repentina veio me dar um olá, mas sabe como é eu respondo ela de longe. Outras coisas legais antes, bem antes do natal, aconteceram também, tipo o fato deu conhecer pessoas novas, legais, interessantes, intriigantes e mimimi.
O ano de 2010 foi legal 2011 tende a ser melhor é assim que tem que ser.
Beijos e quem sabe um dia eu volte a escrever aqui direito né?