...

Palavras despejadas, as vezes sem o menor nexo aparente, com um sentido um tanto ausente.Um blog de uma pessoa romântica, mas um tanto fria, de uma pessoa sedenta da sua companhia.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Pensamentoos

Bah eu realmente nao queria desfazer alguns laços, mas não podia me enrolar. Me sinto sufocada facilmente. Eu realmente não quero mais estar. Não quero ficar estando. Eu queria Tá me sentindo melhor, não queria me sentir como estou. Erm Falar, dar conselhos é tudo muito facil, aplicar seus propios conselhos em si, ai é outro papo. Nem gosto de pensar no meu futuro. As vezes preferia que eu não o tivesse.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Refugio


Queria entender o que aconteceu. Antes eu postava aqui sempre. Sempre que estava bem, ou bem mal. Agora basta ta assim meio sem sal. As ideias vem a cabeça, mas na hora de postar rola um /block nas ideias. Queria apenas me desabafar aqui e isso eu nunca consigo de fato fzr. Eu tô meio anormal. Esses dias eu tenho ficado assim sem nada, sem sentir nada. Mas hooje eu sentir muita coisaa, sentir muito medo e uma tristeza, me descuidei alguns momentos e até externei isso. Fiquei estranha. De uns tempos pra cá tenho me tornado mais forte e tenho descoberto que tanta fortaleza assim é apenas fraqueza em demasia. Eu apenas queria um refugio. Queria poder fugir de mim mesma. È uma fase ruim ou é o fim de ano que deixa todos assim deprê? Lembro que ano passado eu estava feliz e com um gás imenso. Esse ano não estou nada. Apenas não estou. Quebrei alfuns laços, fortalecir outros. Meu coração se enrigideceu mais. Isso não é bom. Tanta força que eu tenho buscado e aparentado é só o resultado do meu fracasso. Fracassando como ser humano. Apelar aos deuses é sempre a ultima alternativa. Eu não estou apelando a nada. Eu não estou. Parece que sair de mim e não sei quando voltarei, mas posso dizer uma coisa novamente; Eu estou bem, tento estar. Só o dia hoje que foi pesado.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Viva la vida

Bom aqui estou de novo. Ano acabando e todo mundo ostentando uma felicidade falsa, um clima falso de familia q durante o ano todo nunca existiu... Bom que se foda. Não vim falar disso.
Eu vir aqui só porque esses tempos eu tenho pensado muito, muito. Muito em mim, nas minhas atitudes, no que tenho feito e no que tenho deixado de fazer. Eu acho que estou amadurecendo, não sei se é ilusão. Mas penso que sim. E me sinto normalmente descolocada no meio de pessoas com atitudes diferentes. ERM. Atitudes que eu propia ja tive e que agora não vejo sentido nisso tudo. Acho que cada um tenho o direito de fazer o que bem quer. Eu decidir mudar minha vida, não radicalmente, talvez não aparentemente, erm não gosto muito de pensar na minha vida em si. Corro leguas da depressão. Eu lembro quando chorei pela confusão que criei, lembro da dor da faca que sentir quando resolvir desistir. E hoje eu não desistir eu apenas decidir ir por um outro caminho, um caminho mais calmo. realmente eu doeii meu coração, mas cada vez que eu entregava ele em uma bandeja, você fazia questão de bulinar as feridas que estavam cicatrizando. Você implorou que eu não saisse e eu sair. Eu implorei que não fosse. Você foi. Isso virou um ciclo, ciclo tendecioso com finais comuns. Dai que o brilho simplesmente se acabou. Tentamos lhe dar com a diferença em vão. Tentei lhe dar meu coração e esquecir que ele ja não me pertencia. Mas como sempre a maioria das coisas se não todas,tem um lado bom. Esse ano eu aprendir uma coisa com uma amiga do basquete. A gente nunca perde tempo com nada nem ninguem, só nos acrescentam, basta saber olhar com outros olhos. Eu aprendir muito esse ano. Aprendir de mais com você. E as experiencias obtidas esse ano valeram apena. Pessoas maravilhosas que conhecir, reencontrei, reconhecir, rebusquei, achei, me esbarrei na rua, ou as que me acharam. Com cada uma delas eu aprendir algo e sei que deixei algo também. Vamos viver a vida.

domingo, 20 de dezembro de 2009

Bah. Da hora que eu venho aqui para postar algo, mas parece que a inspiração acaba.
Ai eu paro e penso, penso e repenso... ahhh ... hum...
Eu não tenho feito nada de muito interessante esses dias.
As vezes me sinto até uma velha. Fico vendo as pessoas e imaginando que elas são retardadas, obviamente que não todas, estou me referindo a algumas. Eu vejo pessoas querendo ser o que não são. Erm. Isso as vezes me encomoda,mas o mal não é esse, parece que eu fico andando com pessoas que não pensam como eu, claro que ninguém pensa igual,mas to falando de afinidade, saudade dos meus amigos de outrora.
Erm, eu até gosto de sair saca? gosto de sair com um pessoal que conhecir esse ano e panz, mas dai que nem sempre eu posso. Quase nunca eu posso, então prefiro ficar na minha pra evitar conflitos em casa. Enfim eu sou muito chata o fato é esse.
Mas entãooo ontem eu sair com a galera, tirando a parte chata na pista de Sk8 e eu ter que voltar cedo foi legal.
E voltando pra casa foi 'dahora'. Lembrei de como eu era pevertida quando era mais nova, Jesus. Eu rir a lot.
È sempre bom rever os amigos sair por ai e falar merda.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Como me sinto

Me sinto meio que incapaz de fazer outras pessoas me entenderem.
Porque as vezes me julgam por certos gestos meus, gestos parciais.
Se olharem as postagem antigas e talz, vão ver q sempre tem uma reclamação minha...
De como eu realmente me sinto e de como as pessoas julgam o que eu sinto.
È facil.
Para todos eu sou apenas uma menina que não possui sentimento.
Que nao ligo pra nada.
So pq as coisas as vezes nao me surpreendem??
Ou eu não choro quando recebo presentes?
Ou nao me emociono com certas coisas q pra mim ja sao triviais?
Ou pq nao sei como reagir em certas situações?
sinceramente eu tenho medo de acabar sozinha.
nao sei forçar algo q nunca existiu em mim.


quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Peixinho fora d'agua


Tum dan tum dan tum dan tum dan!


Ando contra o tempo vou correndo quando dar tenho q ir a pé sem muita fé nao chego lá, com o passar dos anos eu aceito o q se diz, sem saber porque é bom saber chorar pra ser feliz.... ♫

Essa cidade não conhecerá meu fim o que procuro encontrarei dentro de mim ♫

Eu to meio que sem sentido esses dias, parece que ando meio perdida.
Ando meio triste sem motivo, meio distante mesmo que perto.
Ando sem nexo até para escrever aqui.
Mas não ando mal não, ando bem. Ando tentando estar bem!
Ando tentando fazer o que quero, mesmo quando não sei o que quero.
Não sei o que anda acontecendo, parece que andamos distantes cada um em um planeta diferente
Saber viver com o diferente é um dom.
Seria tão mais legal e melhor de viver se a gente antes de fazer qualquer coisa ou tomar qualquer atitude, pensasse: '' E se fosse comigo?''
Outro dia achei um celular e fui procurar o dono, contei a algumas pessoas e ninguem disse q fiz o certo, mas nem ligo! dentro de mim eu sei que fiz o certo. Se fosse eu q tivesse perdido ia me sentir bem melhor dps q eu tivesse achado, se alguem tivesse me dado.
Ja achei uma carteira cheia de dinheiro tbm e devolvir. Não que eu seja politicamente correta e santa, longe de mim.
Mas sei lah acho q falta tanta coisa no ser humano ainda e que se cada um fizesse esses pequenos gestos seriam ao todo um gesto grande.

Eu queria ter coragem pra falar para as pessoas que eu amo que eu gosto q considero tudo, antes que fosse tarde. Queria ter coragem para me abrir mais as vezes.
Mas não sei como chegar. O amor fraternal é tão belo :)

Bom as vezes quase sempre me sinto um peixinho fora d'agua q vivo no lugar errado.
E nem é so com isso.
As vezes me sinto um peixinho fora d'agua aqui em casa tbm.
As vezes me sinto tão vazia e sozinha mesmo com tanta gente ao meu redor.
Mas o que me conforta é saber que nada é para sempre nem esses pensamentos confusos.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

breve voltarei! ksoakaso