...

Palavras despejadas, as vezes sem o menor nexo aparente, com um sentido um tanto ausente.Um blog de uma pessoa romântica, mas um tanto fria, de uma pessoa sedenta da sua companhia.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

1..... respira....2 ..... respira .... 3 ....

1,2,3... Só precisava achar uma caneta, um lápis, algo que ferisse o papel, mas que não apenas ferisse, algo que desse fruto. Não seria só rabiscos aleátorios, seriam palavras que saissem direito do meu coração... falando em coração, acho que as pessoas na nossa vida são canetas, nosso coração/alma , os papeis... Elas vem rabiscam tudo. Algumas não dizem nada,  outras nos ensinam algo, nos deixam um legado, mesmo que em silêncio.

Amor, estou aqui sem o seu. (Já não importa) queriaeuqnimportassemesmo
amor, pensei que o seu era todo meu. (Já não importa)

P.s: Escrevi há uns 3 meses atrás a parte superior, enquanto olhava e respondia você. Que cismava em saber o que eu estava escrevendo,

Nenhum comentário: