...

Palavras despejadas, as vezes sem o menor nexo aparente, com um sentido um tanto ausente.Um blog de uma pessoa romântica, mas um tanto fria, de uma pessoa sedenta da sua companhia.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Um desabafo abafado, um amor. Um laço remendado. Títulos são uma merda.

Hmmm.... domingo, eu tento te vê, cansei de conversar por cá, não parece legal. As emoções quando a gente conversa por meio de diálogos escritos, raramente são as reais, geralmente,quase sempre são as emoções de quem estar lendo, e não as de quem estar escrevendo, como deveria ser.
 Ontem você me ligou, eu já estava deitada naquela hora, e no celular. Cabeça doia um pouco. Entendo que eu tenha sido fria, entendo que é realmente chato,tudo isso que está acontecendo entre nós.E eu realmente gosto de você. Você, minha prima, confidente... vira para mim e diz ontem, que eu e só estou colhendo o que eu plantei. Legal... Eu sempre soube disso. Legal mesmo ouvi isso do jeito que eu estava... não é drama. Mas é que talvez eu esteja evitando certos tipos de conversas, porque eu sei, ou tenho ideia basicamente de como as coisas vão ser na conversa, acho que estava realmente fugindo dos meu problemas... Mas já que eles não fogem de mim, preciso enfrentar-los , né? 
Durante anos, eu passei me culpando por tudo de ruim que esteve acontecendo aqui...
 Durante anos, eu apenas me culpei, nunca culpei nem meu pai, por nada... Você deveria saber disso, já que quando a gente conversava por mais que eu estivesse com raiva eu não jogava a culpa nele sobre os meu fracassos, sempre disse que sabia que eu tinha vacilado muito, que queria mudar, claro que as vezes só falava e não mudava. Porque não é tão facil fazer quanto é falar. 
Mas sabe de uma, estive pensando que não plantei tanta coisa assim, mas também não me importa mais...
E outra, acho que você não tem a menor noção de como é se sentir sozinha, mesmo cercada de pessoas, me sinto fracamente, sem familia. Não me sinto mais confortavel como antes para desabafar tudo aqui, porque receio talvez ser interpretada mal, talvez você fique achando que é drama, também porque não é muito de mim ficar falando tudo sobre mim.... 
Não quero ser julgada de novo sabe? é ruim.... Porque na verdade só eu sei como estou.
 Esses ultimos 4 meses então... foram simplesmente dificil me manter viva. Pode pensar que é drama, não to falando só sobre o aspecto de que meu pai não tá nem aí. Não to falando só no apecto familiar. To falando que esses 4 meses foram barra para mim em todos os outros aspectos, Trabalho, familia, casa, curso,coração.TUDO de uma vez só. É realmente dificil me manter por perto, com tantos conflitos....
Acho que não sei mesmo lidar com isso. E também não quero parecer que ando chorando miseria, Mas estive tão mal esses dias, abalada emocionalmente mesmo. De um jeito que jamais estive. Saudades, até bateu, de sofrer só por amor.

Nenhum comentário: