...

Palavras despejadas, as vezes sem o menor nexo aparente, com um sentido um tanto ausente.Um blog de uma pessoa romântica, mas um tanto fria, de uma pessoa sedenta da sua companhia.

terça-feira, 3 de abril de 2012

Toda vez que eu escuto...

Toda vez que eu escuto chasing cars de snow patrol, eu fico com vontade de deitar no chão, na cama ou  em qualquer lugar, com meu cigarro pela metade na boca, soltando fumaça, eu fecho os olhos, aperto bem apertados, e penso se você seria capaz de vim  e deitar comigo, só deitar e segurar na minha mão, voltar aqui onde você nunca esteve e  me trazer de volta a paz que roubou do meu coração...
Toda vez que eu escutava chasing cars de snow patrol, eu tinha vontade de deitar no chão sozinha e esperar por qualquer companhia, já tive vontade até de me jogar da ponte da cidade de cachoeira, só de lembrar da musica e isso atenuar minha solidão... Mas depois que eu te conheci , toda vez que eu escuto chasing cars de snow patrol, a minha solidão não anda mais sozinha... Eu queria não pensar, mas toda fez que eu escuto snow patrol e sua chasing cars, não sei porque eu penso se  você não quer voltar aqui, aqui onde você nunca veio, mas sempre esteve, e ficar... Aqui ou em qualquer lugar, eu penso, toda vez que escuto, qualquer coisa principalmente chasing cars,  se você não quer dividir comigo seu mundo, suas dores, seus amores, eu penso se você não pode me amar, mas ai os últimos acordes vão sendo tocados e eu penso, que por mais que eu pense, são só pensamentos, e toda vez que eu penso em não pensar lá estão eles, vindo junto com os ventos da madrugada calorenta, vindo com as poucas chuvas que teve aqui desde que você se foi... e eu leio e releio aquela carta na redundância de um arco iris e sinto vontade de enfiar uma faca no meu coração, para uma dor anular a outra... toda vez que eu deito, levanto, me movimento, só consigo pensar que  sem você envelheci 5 anos em 2 meses, emagreci e nunca mais voltei aos meus 70kg, penso que fiz tanta coisa só tentando desesperadamente te esquecer , e lembro que nunca deixei você, nem quando você deixou minha bunda roxa, toda vez que eu olho para qualquer coisa, eu penso... repenso.. nada tem graça. sem você, nem esse blog, nem esse texto. Mas não pode ser assim, eu tenho que me amar antes de qualquer coisa e pessoa, mas vai dizer isso ao meu coração... só queria que você deitasse aqui até o final dessa canção...

Nenhum comentário: