...

Palavras despejadas, as vezes sem o menor nexo aparente, com um sentido um tanto ausente.Um blog de uma pessoa romântica, mas um tanto fria, de uma pessoa sedenta da sua companhia.

sábado, 22 de outubro de 2011

Destino ?


Mas enfim, chovia e fazia sol, o tempo não estava ruim, mas podia estar melhor, pessoas e confusão, mais pessoas e diversão. Enfim, estava exausta de ter passado o dia todo andando para cima e para baixo...

O meu coração já estava desfalcado, ainda anda quebrado, desconfiado.... Não andava atrás de fortes emoções, mas parece aquilo de que quando você não está a procura, é o que você acaba achando de fato. Sabe aquilo de não respeitar placas e sinais? Ignorar certos avisos? Foi fazendo justamente o oposto que cheguei a onde estou hoje: Perdida entre seus laços.

Sim, ela resolveu seguir a risca tudo que estava escrito, e foi de plaquinha em plaquinha que alcancei o seu coração, ou estou alcançando, ou estou cercando, ou estou ....
Ah não sei onde estou dentro de você, mas sei onde quero estar... Enfim quem sabe? Mas algo mudou...
Foi quase uma cena de cinema, ela passou por mim e nem me enxergou , não me ouviu, não me notou. Eu era só eu, ela era a garota, a unica que tinha chamado minha atenção naquele dia, Dentretantosoutrosqueantecederamessetbm.
A que quando passou me fez esquecer das dores desse maldito coração, mas nesse momento eu não sabia, não ainda. E ela apenas passou por mim, feito furacão, ignorando minha presença.
De repente , por culpa dele; O destino, novamente me colocou na frente dessa garota, mas com um diferencial, dessa vez ela me viu, me olhou e ainda falou comigo, claro, culpa das placas, os avisos, os sinais.
Então começou um jogo, de querer sem querer, e foi assim sem perceber que fiz ela também se perder em mim...
Já havia muito tempo que chovia no meu quarto, muito tempo que tudo era bastante banalizado por mim e que eu temia , teimosa que sou , persistia em uma miragem de algo que não funcionou... Decidi me desamarrar das correntes, afinal eu só estava indo pro fundo do mar e o fundo do mar é local de esqueletos náufragos, emergi naquela hora que te vi...
Havia muitos fantasmas na minha mente... O passado ainda era bastante presente.... Tudo aquilo.... Aqueles pedaços meus... Estava realmente com saudade dessa sensação boa, sensação boa e boba que ninguém sabe o quanto vai durar, até quando vai durar e se vai durar.
Decidimos continuar, mas sem se apressar, pois se queremos algo perfeito não vamos fazer mal feito. Já diz o ditado " a pressa é inimiga da perfeição" , e como já diz na música de legião: "nós temos muito tempo, temos todo o tempo do mundo."
E ainda, como, ela me disse.... O céu é o limite para a gente.
As vezes há o medo, um grande medo, mas eu sei de uma coisa, ainda fazendo citações de terceiros: "...Movido apenas por amor vou em frente e é sempre, apenas, por amor que eu reduzo, as vezes certo, as vezes meio confuso, mas sempre forte, sempre, sempre mais quente..."

Um dia alguém muito especial me disse que não deveremos ficar preso ao passado temos que dar chance ao novo, e esse mesmo alguém me disse também que quando tem que ser é forte, é como diria o Naruto, agora esse é o meu jeito de ser.

Sem lenço sem documento, caminhando contra o vento eu vou.... Sempre em frente.

Aguardo que você venha comigo, me dê a mão e ande ao meu lado, nunca atrás nem a frente, sempre comigo ao meu lado.

"Quando o sentimento vem, ninguém fica pensando se deve ou não deve amar. Acontece e pronto." (S. Araújo)

3 comentários:

prihtrindade disse...

marquei sua vida *--*

dene disse...

awn *-* acho que estou sem palavras :x IUAHUDHAS uma geminiana sem palavras *-*

Jacimile disse...

Nhá ! que lindo Dene, que linda linda linda. :)

Sim Priih marcou. *-*