...

Palavras despejadas, as vezes sem o menor nexo aparente, com um sentido um tanto ausente.Um blog de uma pessoa romântica, mas um tanto fria, de uma pessoa sedenta da sua companhia.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

"I don't mind spending everyday out on your corner in the pouring rain "


25 minutos, ainda havia tempo, então pensou em aproveitar essa deixa e correr os dedos sobre o teclado e tentar apenas não tentar nada, apenas parar de pensar nas coisas ruins que aconteceram. O sorriso de outrora já sumiu, a vontade de viver até parece que nunca existiu e o mundo ficou pequeno para seus singelos 1,82cm. Mas ela ainda insisti em ser massa e ocupar algum lugar no espaço, por mais que não seja um lugar ao sul nem ao sol, nem tenha nenhum céu azul. Ela estava lá parada, deitada inerte pensando, pensando e pensando e algumas vezes cochilando, em sua mente a imagem de um carro com pneu furado ali sempre presente e ela se visualizando como o estepe desse carro, o quebra galho, aquela pessoa que não faz diferença e só sentem falta se outro alguém não marca presença. Essa era ela indo pelo caminho mais fácil o caminho dos covardes, fugindo sem direção sem saber porque, mas correndo, correndo mesmo inerte parada de olhos fechados e algumas vezes chegando perto do R.E.M, seus pensamentos não paravam 15 minutos ainda , e seus dedos acelerados, coisas talvez sem sentidos, mas necessário, necessidade de bota tudo para fora e tentar não correr mais, tanta coisa já a magoou e ela sempre se calou, agora mais que nunca parecia está perdida termina o texto se visualizando em uma selva onde tudo é preto e branco e só há cor nela, mas ela anda correndo e não tem nada atrás dela, ao mesmo tempo está vindo um furacão e ela tenta se proteger. ..
Uma vontade de fechar os olhos e nunca mais despertar a possui.

Nenhum comentário: