...

Palavras despejadas, as vezes sem o menor nexo aparente, com um sentido um tanto ausente.Um blog de uma pessoa romântica, mas um tanto fria, de uma pessoa sedenta da sua companhia.

domingo, 17 de outubro de 2010

A mão



Há uma mão que segura bem forte o meu coração... segura tão forte que as vezes penso ter perdido ele.

A mão aperta machuca maltrata, folga e torna apertar de novo. A mão sufoca e impede até a respiração.

A dor a dor que começa singela se alastra antes que ela perceba, e a zuada o barulho as pessoas , nada impede que ela se sinta só.



"Do pó vinhestes ao pó retornaras"

Nenhum comentário: